Na Pré-sal Petróleo, sistema agiliza a validação de dados e controle de custos

A Pré-sal Petróleo (PPSA), estatal que representa os interesses da União nos contratos de partilha de produção de pré-sal, passou a realizar a gestão de forma digital, com validação de dados de controle de custos, produção e estoques.

O Sistema de Gestão de Gastos de Partilha de Produção (SGPP), como é chamado, teve sua licitação ganha pela Stefanini Scala ainda em 2018 e estará totalmente implantado em setembro de 2019.

CONTROLE DE CUSTOS E PRODUÇÃO

O programa reduz o tempo gasto em atividades de validação de dados e informações prestadas pelos operadores, como os custos com a compra de equipamentos, prestação de serviços, mão de obra, custos de perfuração. Além disso, permite o acompanhamento das operações e da produção de cada consórcio e a verificação de estoque de petróleo e volume de gás natural de cada campo operado em regime de partilha.

As empresas operadoras dos consórcios alimentam diretamente os dados no sistema, resguardando a segurança e a integridade da informação de cada projeto. Pela plataforma, a PPSA poderá acompanhar simultaneamente o desempenho de cada consórcio e calcular os volumes de produção de petróleo e gás, além de fazer comparações de custos praticados por cada fase de projeto.

AGILIDADE

Segundo André Onofre, gerente de TI da PPSA, em declaração prestada ao jornal Valor Econômico (foto), a rotina de validação de dados de uma planilha fornecida por um operador levava cerca de dois dias para ser validada. Agora, com o novo sistema, isso ocorre em 40 segundos.

O sistema já vem sendo usado pela Petrobrás e Shell. Agora, a PPSA está preparada para novas demandas e maiores volumes de dados, o que deve ocorrer em novembro, quando estão marcados leilões de excedentes.

SOLUÇÕES UTILIZADAS

IBM BPM - Business Process Manager
IBM ODM - Operational Decision Manager

Saiba mais sobre estas soluções, clicando aqui