Caso de sucesso Pré-sal Petróleo: solução agiliza a gestão e a venda do produto

A Pré-sal Petróleo (PPSA) representa os interesses da União nos contratos de partilha de produção de pré-sal. Buscando agilidade e transparência, a estatal lançou, ainda em 2018, uma licitação para automatizar seu Sistema de Gestão de Gastos de Partilha de Produção (SGPP), que permitiu implantar uma gestão digital mais abrangente, com validação de dados, controle de custos, produção e estoques.

A Stefanini Scala venceu essa licitação e implantou soluções baseadas em tecnologia IBM, gerando grandes ganhos para a PPSA. Pela plataforma, a PPSA poderá acompanhar simultaneamente o desempenho de cada consórcio e calcular os volumes de produção de petróleo e gás, além de fazer comparações de custos praticados por cada fase de projeto.

Confira o caso de sucesso em vídeo e alguns benefícios alcançados com a implantação do sistema.

SOLUÇÕES UTILIZADAS

  • IBM BPM – Business Process Manager
  • IBM ODM – Operational Decision Manager

Saiba mais sobre estas soluções, clicando aqui


Na Pré-sal Petróleo, sistema agiliza a validação de dados e controle de custos

A Pré-sal Petróleo (PPSA), estatal que representa os interesses da União nos contratos de partilha de produção de pré-sal, passou a realizar a gestão de forma digital, com validação de dados de controle de custos, produção e estoques.

O Sistema de Gestão de Gastos de Partilha de Produção (SGPP), como é chamado, teve sua licitação ganha pela Stefanini Scala ainda em 2018 e estará totalmente implantado em setembro de 2019.

CONTROLE DE CUSTOS E PRODUÇÃO

O programa reduz o tempo gasto em atividades de validação de dados e informações prestadas pelos operadores, como os custos com a compra de equipamentos, prestação de serviços, mão de obra, custos de perfuração. Além disso, permite o acompanhamento das operações e da produção de cada consórcio e a verificação de estoque de petróleo e volume de gás natural de cada campo operado em regime de partilha.

As empresas operadoras dos consórcios alimentam diretamente os dados no sistema, resguardando a segurança e a integridade da informação de cada projeto. Pela plataforma, a PPSA poderá acompanhar simultaneamente o desempenho de cada consórcio e calcular os volumes de produção de petróleo e gás, além de fazer comparações de custos praticados por cada fase de projeto.

AGILIDADE

Segundo André Onofre, gerente de TI da PPSA, em declaração prestada ao jornal Valor Econômico (foto), a rotina de validação de dados de uma planilha fornecida por um operador levava cerca de dois dias para ser validada. Agora, com o novo sistema, isso ocorre em 40 segundos.

O sistema já vem sendo usado pela Petrobrás e Shell. Agora, a PPSA está preparada para novas demandas e maiores volumes de dados, o que deve ocorrer em novembro, quando estão marcados leilões de excedentes.

SOLUÇÕES UTILIZADAS

IBM BPM - Business Process Manager
IBM ODM - Operational Decision Manager

Saiba mais sobre estas soluções, clicando aqui